Cidadão Nota Dez capacita educadores em Montes Claros

Começou esta semana, em Montes Claros, a capacitação de alfabetizadores do programa de alfabetização de adultos, Cidadão Nota Dez. O evento é uma parceria da Secretaria de Estado Extraordinária para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas (Sedvan), Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) e do Movimento de Educação de Base (MEB).

 

A capacitação da região de Montes Claros tem carga horária de 40 horas com encerramento nesta quinta-feira (16). Ao todo, vão ser capacitados nesta VI fase do programa, 130 alfabetizadores para atuarem em 33 cidades, da Regional de Montes Claros durante oito meses. As aulas da 6ª etapa Cidadão Nota 10 começam em maio nos 188 municípios das regiões Norte e Nordeste de Minas.

Com turmas de no máximo 25 alunos, os educadores são preparados para alfabetizar pessoas com mais de 15 anos, sobretudo, com dificuldades diversas, pois muitos deles são da zona rural.

Dinâmica

Estimulados por dinâmicas diversas, de participação individual e coletiva, os participantes foram orientados no primeiro dia pela pedagoga Rita Maciel que dividiu a turma em grupos de estudo, abordando temas como fome, saúde, meio ambiente, trabalho, salário, família, vida, amor e justiça, mudança – futuro e plano, política e eleição.

Segundo Rita Maciel, em todos os temas, o objetivo foi localizar por meio da metodologia – ver, julgar e agir – matérias atuais extraídas de jornais locais e apresentadas aos participantes. Durante a capacitação, além da discussão de temas importantes, todos com fundamentação teórica, os educadores vão receber orientações sobre planejamento, apresentação, testes e relacionamento com o alfabetizando.

O alfabetizador

Para quem participa pela primeira vez do programa, existe a expectativa de aprendizado. É o caso de Apoliana Soares da Silva, 24 anos, moradora da cidade de Juramento, que vê nesse trabalho uma chance de troca de conhecimento, uma vez que vai trabalhar com pessoas mais velhas.

Mas há também quem é alfabetizador desde a primeira fase, já passou pela zona rural e pela urbana. Elisângela Aparecida da Silva, de Claro dos Poções, diz que o mais gratificante é ver que ao final, o aluno conseguiu um bom resultado, consegue ler escrever: “já tive aluno que não parou e conseguiu concluir o segundo grau”, diz.

Cada alfabetizador, ao incentivar os alunos para um desempenho efetivo, identifica no trabalho formas diferentes de lidar com resultados. Há quem pense como metas alcançadas: “a socialização, a conscientização do aluno acontece quando você dá o seu melhor”, diz Graciele da Silva Rocha, estudante do sexto período de História, que trabalha com alfabetização de adultos há três anos.

Todas essas pessoas envolvidas no Programa Cidadão Nota Dez se engajam por se identificarem com o projeto, e por isso são indicadas como voluntárias pela Igreja, Associação, ou Sindicato de sua comunidade, e recebem uma bolsa como ajuda de custo para se disponibilizarem duas horas por dia, cinco dias por semana.

A moradora de um reassentamento da Cemig, na zona rural de Montes Claros, próxima a Pederneiras, Ediana Pereira Neves, fez normal superior pela Unimontes e vai alfabetizar a segunda turma, pois “é um trabalho gratificante”. A próxima turma alfabetizada pela Ediana será no próprio reassentamento.

Coração de Jesus

Nos dias 20 a 23 de abril, outra Capacitação Inicial de Alfabetizadores do Programa Cidadão Nota Dez, vai acontecer no município de Coração de Jesus. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (38) 3224 7214.




31 thoughts on “Cidadão Nota Dez capacita educadores em Montes Claros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *